Escolhendo o PLC – Controlador Lógico Programável

0
105
PLC
PLC

Como Escolher o PLC Certo

Escolher o controlador lógico programável certo é essencial para garantir a eficiência e o desempenho adequado de um sistema automatizado. Com tantas opções disponíveis no mercado, pode ser difícil tomar a decisão correta. Neste artigo, discutiremos o que é um PLC, por que ele é uma solução automatizada popular, os critérios para escolher o PLC adequado, os diferentes tipos de PLCs disponíveis, as vantagens e desvantagens dos PLCs mais comuns, como avaliar a compatibilidade com o sistema existente e, finalmente, como escolher o PLC certo para sua aplicação.

O que é um Controlador Lógico Programável?

Um Controlador Lógico Programável, ou PLC, é um dispositivo eletrônico usado para controlar e automatizar processos industriais. Ele é programado para executar tarefas específicas, como monitorar sensores e acionar atuadores, com base em um conjunto de lógica definido pelo usuário. O PLC é amplamente utilizado em diversos setores, como manufatura, automação predial, petroquímica, alimentos e bebidas, entre outros.

Os PLCs consistem em uma unidade de processamento central, módulos de entrada para receber sinais de sensores, módulos de saída para controlar atuadores e um software de programação para desenvolver a lógica de controle. Eles são projetados para serem robustos e confiáveis, capazes de operar em ambientes industriais adversos com temperatura, umidade e vibração extremas.

LRM-7069 – Módulo RS-485 Modbus RTU e DCON, Relés Potência, 4 Form A, 4 Form C, Isolação 3750VDC

LRM-7069 - Módulo RS-485 Modbus RTU e DCON, Relés Potência, 4 Form A, 4 Form C, Isolação 3750VDC
Escolhendo o PLC - Controlador Lógico Programável 4

Por que escolher o PLC como solução automatizada?

Existem várias razões pelas quais o Controlador Lógico Programável é escolhido como solução automatizada em sistemas industriais. Em primeiro lugar, os PLCs são altamente flexíveis e programáveis, permitindo que os usuários personalizem a lógica de controle para atender às necessidades específicas de sua aplicação. Isso significa que eles podem lidar com uma ampla variedade de tarefas e processos complexos.

Além disso, os Controladores Lógicos Programáveis oferecem um alto nível de confiabilidade. Eles são projetados para operar continuamente, sem falhas, por longos períodos de tempo, o que é essencial em ambientes industriais onde a interrupção da produção pode levar a perdas financeiras significativas. Além disso, possuem recursos de diagnóstico avançados que permitem a detecção e solução rápida de problemas, minimizando o tempo de inatividade.

Outra vantagem do uso de Controladores Lógicos Programáveis é a facilidade de integração com outros sistemas e dispositivos. Eles podem se comunicar com outros controladores, sensores, atuadores e sistemas de supervisão e controle, permitindo a criação de sistemas automatizados complexos e interconectados.

Principais critérios na escolha do Controlador Lógico Programável adequado

Ao escolher o PLC adequado para uma aplicação específica, é importante considerar alguns critérios essenciais. Primeiro, é necessário avaliar a capacidade de processamento do Controlador Lógico Programável. Isso envolve verificar a velocidade de execução do programa, a quantidade de memória disponível para armazenar a lógica de controle e a capacidade de processamento de dados em tempo real.

Além disso, é importante considerar as entradas e saídas disponíveis. O número e o tipo de entradas e saídas necessárias dependerão das necessidades específicas da aplicação. Por exemplo, em um sistema de automação predial, pode ser necessário monitorar diversos sensores, como temperatura, umidade e presença, e controlar diversos atuadores, como luzes e motores.

Outro critério importante é a facilidade de programação do PLC. É essencial escolher um controlador lógico Programável com um software de programação intuitivo e de fácil uso, mesmo para usuários sem experiência em programação. Isso facilitará o desenvolvimento e a manutenção do programa de controle.

Além disso, é necessário considerar a disponibilidade de suporte técnico e treinamento para o controlador lógico programável escolhido. É importante ter acesso a recursos e assistência confiáveis para solucionar problemas e atualizar as habilidades dos usuários.

Por fim, é fundamental levar em consideração o custo do controlador lógico programável. É necessário avaliar o custo inicial de aquisição, bem como os custos de manutenção e atualização ao longo da vida útil do mesmo.

LRM-7022-G – Módulo DAQ RS-485, Modbus RTU e DCON, 2 Saídas Analógicas

LRM-7022-G - Módulo DAQ RS-485, Modbus RTU e DCON, 2 Saídas Analógicas

Diferentes tipos de PLCs disponíveis no mercado

Existem vários tipos de controladores lógicos programáveis disponíveis no mercado, cada um com suas próprias características e recursos. A escolha do tipo de PLC dependerá das necessidades e requisitos específicos da aplicação.

Um dos tipos mais comuns é o PLC compacto. Esses, são projetados para aplicações que requerem um número limitado de entradas e saídas e têm espaço físico limitado. Eles são ideais para uso em máquinas e equipamentos menores, onde o espaço é um fator crítico.

Outro tipo é o controlador lógico programável modular. Esses PLCs são compostos por uma combinação de unidades de processamento central, módulos de entrada e saída e outros módulos funcionais. Isso permite que eles sejam facilmente adaptados às necessidades específicas da aplicação, adicionando ou removendo módulos conforme necessário.

Também existem os de alto desempenho, projetados para aplicações que requerem um processamento rápido e eficiente de dados em tempo real. Esses PLCs possuem recursos avançados, como alta velocidade de processamento, grande capacidade de memória e interfaces de comunicação rápida.

Além disso, há alguns à prova de explosão, projetados para serem usados em ambientes perigosos, onde há risco de explosão devido à presença de substâncias inflamáveis ou explosivas. Esses controladores lógicos possuem certificações e recursos especiais de segurança para garantir a operação segura nessas condições.

Por fim, há também existem alguns programáveis por CLPs (Controladores Lógicos Programáveis) baseados em linguagem de programação. Esses controladores permitem que os usuários programem a lógica de controle usando uma linguagem de programação de alto nível, como C, C++ ou Java, em vez de usar um software de programação dedicado.

Fatores a considerar ao selecionar o controlador ideal

Ao selecionar o controlador ideal para uma aplicação específica, é importante levar em consideração diversos fatores. Primeiro, é necessário avaliar as necessidades específicas da aplicação em termos de entradas e saídas. É importante garantir que o controlador escolhido possua o número e o tipo de entradas e saídas necessárias para a aplicação.

Além disso, é importante considerar a capacidade de processamento do controlador. Isso envolve verificar a velocidade de execução do programa, a quantidade de memória disponível para armazenar a lógica de controle e a capacidade de processamento de dados em tempo real. Para aplicações que requerem um processamento rápido e eficiente de dados em tempo real, um controlador de alto desempenho pode ser necessário.

Outro fator a ser considerado é a facilidade de programação do controlador. É essencial escolher um controlador lógico com um software de programação intuitivo e de fácil uso, mesmo para usuários sem experiência em programação. Isso facilitará o desenvolvimento e a manutenção do programa de controle.

Além disso, é necessário avaliar a disponibilidade de suporte técnico e treinamento para o PLC escolhido. É importante ter acesso a recursos e assistência confiáveis para solucionar problemas e atualizar as habilidades dos usuários.

Por fim, é fundamental levar em consideração o custo do controlador lógico. É necessário avaliar o custo inicial de aquisição, bem como os custos de manutenção e atualização ao longo da vida útil do mesmo.

LR-7520 – Módulo Conversor Bi-direcional RS-232 para RS-485, Isolação 3000Vdc na RS-232

LR 7520 Modulo Conversor Bi direcional RS 232 para RS 485 Isolacao 3000Vdc na RS 232 12

As Vantagens e desvantagens dos controladores mais comuns

Os controladores lógicos possuem várias vantagens que os tornam uma escolha popular como solução automatizada em sistemas industriais. Uma das principais vantagens dos PLCs é a flexibilidade e a capacidade de personalização. Nesse sentido, podem ser programados para executar uma ampla variedade de tarefas e processos complexos, permitindo que os usuários adaptem a lógica de controle de acordo com suas necessidades específicas.

Além disso, são altamente confiáveis. Eles são projetados para operar continuamente, sem falhas, por longos períodos de tempo, o que é essencial em ambientes industriais onde a interrupção da produção pode levar a perdas financeiras significativas. Ademais, os controladores possuem recursos de diagnóstico avançados que permitem a detecção e solução rápida de problemas, minimizando o tempo de inatividade.

Outra vantagem dos controladores lógicos é a facilidade de integração com outros sistemas e dispositivos. Os CLs podem se comunicar com outros controladores, sensores, atuadores e sistemas de supervisão e controle, permitindo a criação de sistemas automatizados complexos e interconectados.

No entanto, também possuem algumas desvantagens que devem ser consideradas. Uma das principais é a falta de escalabilidade. Uma vez que o PLC é instalado e programado, pode ser difícil e custoso fazer alterações significativas no sistema, como adicionar novas entradas e saídas ou modificar a lógica de controle existente.

Além disso, a programação de um PLC pode ser complexa e demorada, especialmente para usuários sem experiência em programação. Isso pode resultar em atrasos na implementação do sistema ou na dependência de programadores externos.

Como avaliar a compatibilidade do PLC com o sistema existente?

A avaliação da compatibilidade do PLC com o sistema existente é um passo crucial ao escolher o PLC certo para uma aplicação específica. Existem várias considerações a serem feitas para garantir uma integração adequada.

Em primeiro lugar, é importante avaliar a compatibilidade das entradas e saídas do PLC com os dispositivos existentes no sistema. É necessário verificar se o PLC possui o número e o tipo de entradas e saídas necessárias para a aplicação. Além disso, é importante considerar os requisitos de tensão e corrente dos dispositivos existentes e garantir que o PLC possa fornecer a energia necessária.

Além disso, é necessário avaliar a compatibilidade dos protocolos de comunicação do PLC com os dispositivos e sistemas existentes. Os PLCs podem suportar diferentes protocolos de comunicação, como Modbus, Profibus, Ethernet/IP, entre outros. É importante verificar se o PLC escolhido pode se comunicar com os dispositivos e sistemas existentes usando os protocolos adequados.

Outro fator a ser considerado é a compatibilidade do software de programação do PLC com o sistema de desenvolvimento existente. É importante garantir que o software de programação seja compatível com o sistema operacional e as versões de software usadas no sistema existente.

Por fim, é essencial considerar a disponibilidade de suporte técnico e treinamento para o PLC escolhido. É importante ter acesso a recursos e assistência confiáveis para solucionar problemas relacionados à integração com o sistema existente.

Conclusão

Escolher o controlador lógico programável (PLC) certo é fundamental para garantir a eficiência e o desempenho adequado de um sistema automatizado. Ao selecionar o PLC adequado, é necessário considerar critérios como capacidade de processamento, entradas e saídas, facilidade de programação, suporte técnico e custo. Além disso, é importante avaliar os diferentes tipos de PLCs disponíveis, como PLCs compactos, modulares, de alto desempenho, à prova de explosão e programáveis por CLPs baseados em linguagem de programação.

Os PLCs oferecem várias vantagens, como flexibilidade, confiabilidade e facilidade de integração, mas também possuem algumas desvantagens, como falta de escalabilidade e complexidade de programação. Ao avaliar a compatibilidade do PLC com o sistema existente, é importante considerar a compatibilidade das entradas e saídas, dos protocolos de comunicação e do software de programação.

Em última análise, a escolha do PLC certo dependerá das necessidades e requisitos específicos da aplicação. Com uma avaliação cuidadosa e a consideração adequada dos critérios, é possível escolher o PLC ideal para garantir o sucesso da automação industrial.

Agradecimento

Esperamos que você tenha gostado deste artigo.

Se você ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre esse assunto, deixe um comentário no nosso blog ou no nosso fórum de discussões.

Nossa engenharia terá o maior prazer em responder ao seu e-mail as suas perguntas e ajudá-lo a entender melhor esse tema.

Também gostaríamos de saber a sua opinião sobre este texto. Você o achou informativo, didático e envolvente? Você aprendeu algo novo com ele? Você tem alguma sugestão de melhoria ou de outro tópico que você gostaria de ver no nosso blog?

Sua participação é muito importante para nós, pois nos ajuda a melhorar a qualidade dos nossos conteúdos e a atender as suas necessidades e expectativas. Por isso, não deixe de nos enviar o seu feedback.

Agradecemos pela sua leitura e esperamos vê-lo novamente em breve no nosso blog. Até a próxima! 😊

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui